YUJA WANG NY CITY, 2017

Navegue pelas diversas páginas

domingo, 15 de junho de 2008

O ENSINO DE ARTE TEM PROBLEMAS NO BRASIL MAS IMPORTANTES OBRAS SÃO ROUBADAS MAIS UMA VEZ




AJUDEM A ENCONTRAR ESSAS OBRAS!


As obras de Lasar Segal (esquerda, no alto), Di Cavalcanti (direita, no alto) e as duas gravuras de Picasso foram levadas na tarde desta quinta-feira (12) da Estação Pinacoteca, no Centro de SP (Foto: Divulgação) De acordo com informe da assessoria de imprensa da Secretaria da Cultura, todas as obras possuíam seguro, no valor total de US$ 568,4 mil - “Mulheres na janela” (seguro de US$ 500 mil), “O pintor e seu modelo” (US$ 4,2 mil), “Minotauro, bebedor e mulheres” (US$ 4,2 mil) e “Casal” (US$ 60 mil). Na minha última postagem disse alguma coisa sobre os problemas que há no ensino de arte, principalmente no ensino público brasileiro, particularmente no que se refere ao que ensinar, como ensinar, em que espaços, tempo de ensino e quem serão os profissionais capazes de dar essas aulas. A discussão é grande e envolve opiniões bastante diferentes e também interesses e ansiedades diferentes.

Voltarei a esse assunto posteriormente. Agora quero falar de um assunto ligado aos problemas do ensino de Arte que é a falta de compreensão do que seja a Arte exatamente, o seu valor, a importância social da Arte e a implicação na vida de cada uma das pessoas, sejam ricas ou pobres, urbanas ou habitantes de um meio rural, cultas ou incultas, com melhor ou pior educação. Embora o Brasil tenha um acervo e produção cultural proporcional a sua extensão territorial e as múltilas influências dos povos que formam a sua imensa população, a ingnorância acerca da Arte é patente em todos os meios sociais. É fácil deduzir o desprezo que resulta em um menor cuidado e proteção dessas obras de Arte que finalmente resulta em um investimento menor na segurança de museus onde essas obras, que são patrimônio cultural da humanidade, podem ser facilmente roubadas e correm o risco de, como foi em um importante roubo anterior, nem ao menos reconhecidas, podendo ser danificadas ou destruidas. No dia 20 de dezembro do ano passado, duas telas valiosas foram furtadas do acervo do Museu de Arte de São Paulo (Masp), na Avenida Paulista. Entre 5h09 e 5h12 daquele dia, durante a troca do turno dos vigias, criminosos levaram os quadros “O Lavrador de Café”, de Candido Portinari e “O Retrato de Suzanne Bloch”, de Pablo Picasso. Três ladrões invadiram o prédio e roubaram as pinturas. Avaliadas em US$ 55 milhões, ou cerca de R$ 100 milhões, as telas estão entre as mais importantes e famosas do acervo do museu.

Já recuperados esses dois quadros, enquanto desaparecidos, correram o risco de não
serem reconhecidos pela maior parte da população, podendo ficar perdidos ou serem
danificados ou destruídos por acidente, conforme comprovam notícias através da mídia na época.

Assista o Vídeo com a notícia do roubo das obras de Arte através de uma importante rede de Tv Brasileira, Rede Record de Televisão.


video

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O QUE ACHOU DESSE ASSUNTO?

COMPARTILHE ESSE POST!

"GALHOS SECOS" ( PARA A NOSSA ALEGRIA )

PROVA QUE BRASILEIRO MÉDIO GOSTA MESMO DE ESQUISITICES É QUE A VERSÃO ACIDENTAL E PATÉTICA DESSA CANÇÃO TEVE MAIS DE 16 MILHÕES DE ACESSOS( dados já completamente desatualizados ) E ESSA NÃO!

AS MAIS VISTAS NO BLOG

AMADORES...quando vídeo e música se fundem

GALERIA DE ARTE

GALERIA DE ARTE
Retrato de mulher Artista Henrique Maciel BH/MG técnica Grafite sobre papel

Estamos cadastrados no BlogBlogs!

Marcadores