YUJA WANG NY CITY, 2017

Navegue pelas diversas páginas

quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

NO BRASIL A CADA MINUTO QUATRO MULHERES SOFREM ALGUM TIPO DE VIOLÊNCIA INCLUÍDAS A SEXUAL. O QUE FOI UMA NOSSA HOMENAGEM AO GRUPO FEMEM DA UCRÂNIA ( QUE HOJE INFELIZMENTE NÃO SE ATÉM AO QUE PARECIA DEFENDER COMO IDEAL NO SEU INÍCIO )

Só no ano passado ( 2011) nos últimos dois meses, não poucas mulheres com promissoras carreiras e vidas foram mortas, assassinadas por pseudo amantes, assaltos, maridos, etc. Fazem parte de uma horrorosa estatística que a cada dia é adicionada a ela novas vítimas. A sociedade as lamenta, a imprensa as lamenta, as famílias,  as lamentam, mas somente até a próxima vítima. A igreja católica romana encomenda igualmente as almas da mulheres vítimas, dos seus amantes assassínios e as vezes suicidas, e não poucas vezes fugitivos e inalcançados  da justiça.

Ainda nessa estatística estão as mulheres motoristas, as mulheres caronas ao lado de um amante motorista alcoolizado e irresponsável. Por outro lado as as centenas que se safam em parte desse fadado destino ditado pelo gênero, transformadas em celebridades pelo valor artificial e patético do "bumbum" e pelas ofertas milionárias das revistas masculinas e da exposição dos realitys shows televisivos.



"Last year alone (2011) in the last two months, not a few women with promising careers and lives have been killed, murdered by pseudo lovers, assaults, husbands, etc.. They are part of a horrifying statistic that each day is added to it new victims. The company the regrets, regrets the press, families, mourn,but only until the next victim. The Roman Catholic Church also order the souls of women victims, murders her lovers and sometimes suicidal, and are often unreached and fugitives of justice.

Although those statistics are women driverswomen rides next to a drunk driver and irresponsible lover. On the other hand the hundreds who get away with this doomed fate in part dictated by gender, celebrities transformed into the value of the artificial and pathetic "butt" and offers the millions of men's magazines and television shows realitys exposure."

No porão social, nos guetos, há todo o tipo de prostitutas, nos bairros que nem são mais boêmios, mas de sexo self-service. Na relação prostitutas-clientes sabe-se que para maior lucro, nada de conversas, carinhos, mas direto ao ponto, ou seja a cópula em troca de pagamento rápido e em espécie. Segundo um importante médico especialista conceituado no Brasil, a Sífilis retorna a níveis de contaminação nunca alcançados em mais de trinta e seis anos. A igreja é patética  no combate a tudo, particularmente a católica romana, pois se vê a si mesmo evergonhada por parte de seus religiosos criminosos do crime sexual mais hediondo, o crime da pedofilia.

Por essas e por outras, apoio, me alinho, pelo menos na paixão e no sentimento, que motiva as garotas do FEMEN MOVEMENT da Ucrânia, terra natal de uma de nossas maiores escritoras, vinda para o Brasil ainda pequena,  Clarice Lispector.  As garotas do FEMEN se sentem profundamente incomodadas em terem o seu país, a sua terra, com lindas mulheres loiras, castanhas e hoje também mulatas e orientais, ser conhecido como o Bordel da Europa. 

Nas palavras de Inna, uma das integrantes do grupo, filha de professora, as mulheres ucranianas têm diante de si duas opções: serem professoras ou prostitutas. Ela certamente poderia ser as duas coisas, se desejasse, por sua beleza e inteligência, mas ela e suas amigas não só não querem esse futuro para si mesmas, imposto por circunstâncais cada vez mais determinantes, como nem para as suas futuras filhas.

Gostaríamos que no Brasil, mulheres tivessem maior sensibilidade e consciência sobre essas questões. Não é o caso de imaginar um mundo sem bordéis, prostituas e usuários. Seria o mesmo que imaginar um mundo sem alcoólatras, sem fumantes, sem religiosos que não de sua religião, sem ateus, etc. O que não se quer que haja condições que não possibilitem as pessoas serem o que não gostaria de serem se pudessem escolher. Afinal quem contabilisa as multidões de infelizes, de suicidas, de depressivos, de dependentes, viciados em drogas, viciados em sexo, espancadores e espancados? Ou será que todos se safam e atravessam uma vida de prostituta ativa sem traumas, sem queixa, sem abuso?

Oxalá outros grupos no mundo surgissem e lutassem contra as mesmas coisas em seus países de origem. Boas idéias são indiscutivelmente boas idéias: A Cruz Vermelha, A Lua Crescente, Médicos  Sem Fronteiras, Sociedades Bíblicas, Os Gideões Internacionais, Exército da Salvação, As Santas Casas de Misericórdia, As Pontifícias Universidades Católicas ( PUCs ), A Voz dos Mártires, etc.

Fizemos um ensaio em homenagem as FEMENs, como em português as palavras terminam com "m" e não "n" criamos o FEMEM.BR.




"We would like in Brazil, women had greater sensitivity and awareness of these issues. Not the case to imagine a world without brothels, prostitutes and users. It would be like to imagine a world without alcoholics, no smoking, no religious not of their religion, not atheists, etc..What we do not want there to be conditions that do not allow people to be what I would not be if you could choose. After all who contabilisa crowds of unhappy, suicidal, the depressed, dependent, drug addicts, sex addicts,beaters and beaten? Or will all get away and go through an active life of a prostitute without trauma, without complaint, without abuse?

I hope other groups in the world arose and fought against the same things in their home countries. Good ideas are unquestionably good ideas: The Red Cross, The Moon Crescent, Doctors Without Borders, Bible Society, Gideons International, the Salvation Army, The Holy House of Mercy, The Pontifical Catholic Universities (PUCs), The Voice of the Martyrs, etc..."

We did an essay in honor of the FEMENs, as in Portuguese words ending in "m" and not "n" to create FEMEM.BR. "



DEDICADO ÀS BRAVAS E BELAS GAROTAS DO FEMEM DA UCRÂNIA












DEPOIMENTO:

" Me tocou profundamente a declaração de Inna sobre o fato de sua mãe ser professora e ganhar 200 dólares e que a ela, Inna como as demais ucranianas jovens só restaria isso ou ganhar 100 dólares por noite sendo "puta". Sou professora, pedagoga, e a ofensa sexual contra a mulher aqui no Brasil é real inclusive nas escolas, sendo recorrente a ofensa de gênero às mulheres. 

Soube de uma professora grávida por volta dos seus sete meses que teve que ouvir de um pirralho de 11 anos uma ofensa sexual infame. A violência contra a mulher no Brasil é institucionalizada em todos os níveis sociais e econômicos. Para o homem latino, mulher é para sexo sempre ou eventualmente para sexo. Nós mulheres, para esses, somos um sexo com braços, pernas, intelecto as vezes, em volta. A violência e toda injustiça contra qualquer mulher é apenas o resultado de tudo isso. As mulheres sofrem violência até em igrejas. Há sempre homens caçando-as em todos os lugares, para abusá-las ou vendê-las de alguma forma, na tv, nas revistas masculinas, etc.  Por isso emprestei a minha imagem a essa postagem, sem intenção maior do que me solidarizar  com as valentes meninas do FEMEM. A elas e aos nobres homens que as apóiam na sua luta arriscada, suas famílias, um mais feliz 2012. " 

Por Rose, pedagoga, teóloga e mulher!

Há quatro anos apoiamos o FEMEN da Ucrânia e suas reivindicações públicas contra a violência contra às mulheres e juntos ( eu e minhas postagens em um blog criado em apoio a elas, criamos o mito Sarah Winter ( e ela a Sarah sabe muito bem disso ).

O movimento que era contra a pornografia e a prostituição impingida às mulheres em várias sociedades se corrompeu e passou a defender o direito ao aborto ( algo diferente da legalização do aborto para casos específicos ) o ativismo anticristão e o homossexualismo, encampando o pior do pior dos ativismos modernos.

Entretanto a triste e dramática situação de todas as mulheres, em todas as classes sociais não mudou muito, aliás, minorias com exigências esdruxulas tem a dianteira e são ouvidas socialmente, como homossexuais, negros, índios, tendo suas reivindicações e financiamentos às suas demandas prontamente atendidas e com grande repercussão na mídia.

As mulheres em todos os setores permanecem como coadjuvantes, convidadas e usadas conforme interesses desses setores, sejam políticos, ideológicos e até religiosos.



COMENTE ESSA POSTAGEM



3 comentários:

  1. Boa tarde (? - Paris 00:32),

    Gostou do titulo.

    Com licensa, vou pinturar um pouco o teu titulo :

    A CADA MINUTO XXXXXXXXXXXXXXXX MULHERES e MENINAS SOFREM VIOLÊNCIA FEMINICIDIA e INCLUÍDOS ALGUMS OUTROS TIPOS, como TODAS AS PESSOAS.

    E em 3ro, a violencia de genero imprimida nos seres humanos nascidos de sexo feminino. Esperou à vossa visita no meu blog de LUTA CONTRA FEMINICIDIO de violencia sexual sexospecifica e ANDROCIDIO. Abraço. http://susaufeminicides.blogspot.com/p/excision.html
    http://susaufeminicides.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Christine,

    Visitei o seu sitio na web e é com prazer que tomei conhecimento do seu engajamento em prol da defesa das mulheres e da denúncia das atrocidades por elas sofridas no mundo. Gostaria que estabelecêssemos contato e troca de informações e experiências.

    J'ai visité votre site Web et c'est avec plaisir que j'ai appris de vos efforts de plaidoyer au nom des femmes et la dénonciation des atrocités qu'ils ont subies dans le monde. Je souhaite que nous mis en contact et d'échange d'informations et d'expériences.

    Gros câlin et fort!

    ResponderExcluir
  3. Olà Helvecio, Muito prazer ter o teu apoio (desculpas do erros, ha tempos que nao uso)

    Temos urgencia à fazer reconhecer o grande crime das violencias feminicidias e assassinatos do feminicidio pelo mundo, et nao so pais por pais.

    As assembleias se devem pronunciar com a major clareza no assunto da prohibiçao do feminicidio.

    Esperando o progresso, hoje solidariedade nas mulheres da India. Eis o meu apelo nas autoridades francesas, europeias... et a petiçao da Exma Sra Rita Banerji

    http://susaufeminicides.blogspot.com/2012/01/agynie-quand-une-resolution.html

    ResponderExcluir

O QUE ACHOU DESSE ASSUNTO?

COMPARTILHE ESSE POST!

"GALHOS SECOS" ( PARA A NOSSA ALEGRIA )

PROVA QUE BRASILEIRO MÉDIO GOSTA MESMO DE ESQUISITICES É QUE A VERSÃO ACIDENTAL E PATÉTICA DESSA CANÇÃO TEVE MAIS DE 16 MILHÕES DE ACESSOS( dados já completamente desatualizados ) E ESSA NÃO!

AS MAIS VISTAS NO BLOG

AMADORES...quando vídeo e música se fundem

GALERIA DE ARTE

GALERIA DE ARTE
Retrato de mulher Artista Henrique Maciel BH/MG técnica Grafite sobre papel

Estamos cadastrados no BlogBlogs!

Marcadores