YUJA WANG NY CITY, 2017

Navegue pelas diversas páginas

sábado, 9 de agosto de 2008

A Arte e a percepção da realidade

*


Voltando ao assunto, o lugar, o papel e a importância da Arte. Li novamente alguns
conceitos emitidos por artistas verdadeiros e outras pessoas significativas acerca da Arte. Não eram simplesmente celebridades fabricadas por algum programa de televisão de grande audiência.

Para citar alguns que tal o grande Sigmund Freud (1856-1890) que afirmou a certa altura da vida: "A Arte é uma grande consoladora e aplacadora, ela representa a compensação mais preciosas das insuficiências da existência".

Outra de outra pessoa de grande importância e um artista hoje reconhecido,Van Gogh
(1853-1890): A Arte é o homem somado à natureza". Mais um apenas para não ficar cansativa essa exemplificação: Joseph Kosuth (1945- ), segundo ele a " A Arte é a
definição de Arte."

Do ponto de vista da reflexão é interessante e nenhuma delas deve ser desprezada mas sim discutidas amplamente.

Poderia citar dezenas e talvez uma centena delas, as proferidas por pessoas históricamente importantes. A maioria pouco clara, demasiadamente subjetiva
e por que não algumas errôneas e estapafúrdias.

Depende também em que momento da vida de cada uma dessas pessoas elas foram registradas e em um recorte são hoje citadas em alguma revista ou livro didático.

O grande fato é que a grande maioria das pessoas, tanto as que tiveram e têm acesso
mais idela à informação, à educação,quanto as demais menos favorecidas não têm uma
clareza na definição da essência da Arte e do seu papel na existência humana.

A Arte é experiência, a Arte é reflexão sobre nós mesmos, a Arte é informação acerca
do que fazemos,como nos vemos, como vemos uns aos outros e nesse sentido corrobora
para, juntamente com a ciência e por que não com a religião para que possamos perceber o nosso lugar no mundo.

Tal percepção é essêncial para o indivíduo, cada um de nós por si, como para a espécie na construção e reconstrução da sua chamada civilização provocando, quem sabe, uma depuração dos nossos erros e mazelas.

Por hora, apenas como exemplo, dentro da Arte, através da literatura, da produção pictórica, da dramaturgia, do cinema, temos a possibilidade de discutir quase a exaustão a nossa tendência destrutiva.

A Bíblia,e o cristianismo nos seus diversos ramos reconhecem nela, a declaração que
essa tendência destrutiva é o pecado. Sigmund Freud chamava de "Pulsão de Morte".
Segundo Freud essa "pulsão de morte" poderia levar-nos, nós como humanidade, a uma
completa derrocada e que ela não poderia ser anulada nem mesmo pela abolição da propriedade privada pelo comunismo russo a época( afirmação de Freud em 1929! ).

Assista um bom filme que analiza a nossa huamanidade nos aspectos mais subjetivos,
leia a Bíblia ou certos trechos dela, que inclusive são em liguagem artísitica como
poesia,e se debruce sobre o que a ciência tem indubitavelmente descoberto.

A Arte, como a ciência, a abordagem religiosa e demais ramos do conhecimento humano, coopera para a desejável percepção da realidade.

*

COMPARTILHE ESSE POST!

"GALHOS SECOS" ( PARA A NOSSA ALEGRIA )

PROVA QUE BRASILEIRO MÉDIO GOSTA MESMO DE ESQUISITICES É QUE A VERSÃO ACIDENTAL E PATÉTICA DESSA CANÇÃO TEVE MAIS DE 16 MILHÕES DE ACESSOS( dados já completamente desatualizados ) E ESSA NÃO!

AS MAIS VISTAS NO BLOG

AMADORES...quando vídeo e música se fundem

GALERIA DE ARTE

GALERIA DE ARTE
Retrato de mulher Artista Henrique Maciel BH/MG técnica Grafite sobre papel

Estamos cadastrados no BlogBlogs!

Marcadores